Hospital das Forças Armadas – (HFAR)

HFAR2

Brasão de Armas do Hospital das Forças Armadas

Escudo — de púrpura, cruz de vermelho perfilada de púrpura, carregada com um leão- marinho alado, de ouro, segurando na garra destra uma vara de Esculápio de ouro, empunhada, sendo a serpente
de púrpura perfilada de ouro.
Divisa — num listel de prata, sotoposto ao escudo, em letras de estilo
elzevir, maiúsculas, de negro a legenda:
«QUE GLÓRIA ALCANCE POR SABER CUIDAR»».
Coronel — de ouro, com cinco pelouros aparentes.
Simbologia
A Cruz de vermelho — constituída por cinco quadrados, é
sinal representativo de socorro, atividade desenvolvida pelo
Hospital.
Leão-marinho alado — retirado da simbologia heráldica do Estado-Maior-General das Forças Armadas, capaz de se movimentar
no mar, na terra e no ar, representa os três Ramos das Forças Armadas.
Vara de Esculápio — é símbolo tradicional da medicina.
Serpente – representa o bem e o mal, simbolizando o combate permanente entre a saúde e a doença.
A Divisa — ««QUE GLÓRIA ALCANCE POR SABER CUIDAR »»,
exprime a atividade desenvolvida pelo Hospital.
Coronel — é sinal distintivo do Estado-Maior-General das Forças
Armadas.
O ouro — significa sabedoria e representa o zelo e a nobreza.
Púrpura — simboliza a ciência, o respeito e a dignidade.
O vermelho — representa o valor, a coragem e o socorro

Diário da República, 2.ª série — N.º 43 — 1 de março de 2013

3

Hospital das Forças Armadas (HFAR) é um estabelecimento destinado a prestar assistência hospitalar aos membros das Forças Armadas Portuguesas e aos seus familiares.

Criado no âmbito das novas leis orgânicas de Bases da Organização das Forças Armadas e do Estado-Maior General das Forças Armadas de2009, o HFAR está na direta dependência do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas.

Quando for ativado, o HFAR irá absorver, numa única estrutura hospitalar, os atuais hospitais da Marinha, do Exército e da Força Aérea. Está prevista a existência de dois pólos do HFAR, um situado em Lisboa e outro no Porto.

0
Hospital Militar Regional Nº 1 (D. Pedro V) – futuro pólo do Porto do HFAR.

Nos termos definidos pelo Decreto-Lei n.º 187/2012, de 16 de agosto, foi criado o Polo de Lisboa do Hospital das Forças Armadas (HFAR). Posteriormente foi publicado o Decreto Regulamentar n.º 51/2012, de 10 de dezembro, através do qual se define a estrutura orgânica, a estrutura funcional e os princípios de gestão aplicáveis ao Polo de Lisboa do HFAR.

O n.º 2 do art.º 6.º do Decreto-Lei n.º 187/2012, de 16 de agosto determina que as normas relativas à composição, competências e funcionamento dos órgãos e serviços do Polo de Lisboa do HFAR constam de regulamento interno, que deve ser submetido pelo diretor a homologação do membro do Governo responsável pela área da defesa nacional, no prazo de 30 dias a contar da data de entrada em vigor do decreto regulamentar que aprova os princípios de gestão, a estrutura orgânica e a estrutura funcional deste Polo.

Através do Despacho n.º 5566/2013, publicado no DR 2ª Série, de 29 de abril de 2013, do Ministro da Defesa Nacional, foi homologado o regulamento interno que estabelece as normas relativas à composição, competências e funcionamento dos órgãos e serviços do Polo de Lisboa do HFAR.

Este regulamento interno vigora durante o período da fusão hospitalar, devendo ser objeto de revisão quando estiver concluído o processo de implementação do HFAR. Daí a referência que é efetuada no seu art.º 44.º, onde se afirma que a sua aplicação se limita ao período constante do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 187/2012, de 16 de agosto, o qual determina que o processo de fusão decorre, num prazo máximo de 24 meses contados a partir da data da sua entrada em vigor.

Por outro lado, compete ao diretor do Polo de Lisboa do HFAR, ouvidos os restantes elementos da direção, emitir a regulamentação e instruções complementares que se mostrem necessárias para a aplicação deste regulamento.

Referências:

– Lei Orgânica nº 1-A/2009, de 7 de julho (Lei Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas)
– Decreto-Lei nº 234/2009, de 15 de setembro (Lei Orgânica do Estado-Maior General das Forças Armadas)

HFAR2 - Cópia
Escudo de Armas do HFAR

02/04/2013
Inauguração das urgências do hospital das Forças Armadas
Ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, na inauguração do serviço de urgência do novo Hospital das Forças Armadas, Lisboa, 2 abril 2013 (Foto: António Lopes/MDN)

0302

 0405
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s